CP28 – Sociologia Urbana

Coordenação

Lúcia Bógus (PUC-SP)
Iracema B. Guimarães (UFBA)

Em sintonia com os objetivos atuais da Sociedade Brasileira de Sociologia para a formação dos Comitês de Pesquisa, e buscando contribuir com o desenvolvimento de reflexões e de abordagens empíricas em sociologia, em consonância com o interesse científico e a realidade global e nacional, observa-se que entre os temas abordados nos últimos Congressos da instituição, a presença do Grupo de Trabalho voltado para as questões urbanas tem sido constante, e sempre marcada por grande riqueza temática. No Congresso de 1989, o Gt foi intitulado “Sociologia Urbana e Movimentos Sociais”, contando com participação expressiva da comunidade cientifica, tal como ocorreu no Congresso de 2003, no Gt intitulado “Cidades: Transformações, Governança Pública e Participação da Sociedade”. Em 2005 no Gt 01, manteve-se a denominação anterior e, no Congresso de 2009, o Gt intitulado “Questão Urbana”, abordou temas relacionados à urbanização desigual, pobreza e segregação. Em 2011, com o título “Desigualdade e Estratificação Social”, deu-se continuidade ao debate sobre a urbanização excludente, e temas correlatos; em 2013, no Congresso realizado em Salvador, o Gt 02 voltou a ter o título “Cidades”, abordando temas variados como sociabilidades urbanas e narrativas, políticas públicas e moradia entre outros; em 2015, em Porto Alegre, o Gt 02 manteve o título “Cidades” abarcando temas de grande relevância no debate contemporâneo, como políticas públicas, processos de requalificação e intervenção urbana, e outros. Em 2017, no Congresso realizado em Brasília, o Grupo de Trabalho “As Cidades no Século XXI” manteve algumas das temáticas recorrentes nos Gts anteriores, mas buscou trazer um aprofundamento de outras questões, considerando a inserção das cidades na dinâmica urbana contemporânea. Esta proposta se fortaleceu em 2019, no Congresso realizado em Florianópolis, no qual o Gt 05 manteve o título “Cidades no século XXI” sempre buscando renovar os eixos temáticos que possibilitam maior abertura das abordagens e aprofundamento dos debates.

No momento em que a Sociedade Brasileira de Sociologia se volta para a formação de Comitês de Pesquisa, mantemos a sintonia institucional e renovamos o interesse nos debates que focalizem as cidades no plano global e nacional propondo estruturar o Comitê de Pesquisa em Sociologia Urbana em torno de três eixos temáticos. São eles:

1. Abordagens que contemplem comparações internacionais entre cidades e apontem questões teóricas relevantes do ponto de vista dos estudos urbanos e da sociologia urbana, como: os debates em torno do planejamento urbano e do direito à cidade; uma nova questão urbana e suas agendas; as discussões sobre cultura urbana e a difusão de novos modos de vida.

2. Análise das transformações em curso nas cidades de diferentes portes e nas áreas metropolitanas, apontando para a dualidade que as caracteriza. Tais áreas podem ser marcadas tanto pela presença de atividades ligadas ao capital globalizado, como pela existência de espaços marcados pela pobreza e exclusão de grupos sociais, pela presença de conflitos de diversas ordens e pela ausência de políticas de inclusão social.

3. Discussão de problemas que afetam as cidades com o foco nos seus impactos sobre as relações sociais, destacando a dinâmica dos grupos, a constituição dos coletivos de mulheres, de jovens, de negros e outros, o fortalecimento das redes sociais e do conjunto de práticas culturais e representações que ocorrem no âmbito da vida cotidiana nas cidades.

Em relação ao primeiro tópico, o grupo pretende reunir pesquisadores que contribuam com o debate dos aspectos teóricos e práticos das questões sócio-espaciais e das novas estratégias desenvolvidas no planejamento e nas intervenções urbanas, no quadro da globalização e da financeirização do capital, observando-se a diferenciação desses fenômenos entre cidades de diferentes portes.

Em relação ao segundo tópico, o grupo pretende reunir pesquisadores que contribuam para a realização de um balanço crítico dos temas abordados na área de estudos urbanos, apontando os avanços, lacunas e potencialidades dos estudos realizados, frente às mudanças que vêm ocorrendo no campo da sociologia em geral.

Em relação ao terceiro tópico, pretende-se reunir pesquisas que abordem os modos de vida urbanos e pensem a cidade a partir das práticas cotidianas, das narrativas sobre lugares, da produção do espaço, do acesso ao trabalho e serviços urbanos, da desigualdade e da participação social, com ênfase na formação e articulação dos coletivos.

Tratando-se de uma área temática bastante consolidada e de um dos grupos de trabalho que vêem contando com as maiores demandas nos Congressos anteriores, espera-se contar com a participação de pesquisadores e profissionais interessados em aprofundar a análise dos problemas das cidades contemporâneas, através dos seguintes tópicos de atividades, em sintonia com o Regimento atual da instituição:

– seleção e preparação das sessões de apresentação de Trabalhos dos Congressos da Entidade.
– nos interstícios dos Congressos, promover atividades, iniciativas, e publicações que estimulem suas respectivas áreas de pesquisa.
– organizar atividades conjuntas, como fóruns e mesas redondas nos congressos ou como atividades autônomas com aprovação da diretoria da SBS.

Apoiadores

Lúcia Maria Machado Bógus (SP)
Iracema B. Guimarães (BA)
Irlys Alencar F. Barreira (CE)
Carlos Fortuna ( Portugal)
Rogério Proença Leite (SE)
Inaiá M Carvalho (BA)
Suzana Pasternak (SP)
Maria do Livramento (RGN)
Zoraide Pessoa (RGN)
José O. Alcântara Jr. (MA)
Luciana Teixeira de Andrade (MG )
Rafael Arantes (BA)
Ewerton Clauber de Jesus Vieira (SE)
Danièlle de Oliveira Bresciani Fortunato
Cristina López Villanueva (Universitat de Barcelona)

Comitês de Pesquisa