A teoria da ‘sociedade do espetáculo’ e os mass media: vetores ideológicos

Daniel Maurício Viana de Souza

Resumo


Discute acerca do condicionamento ideológico exercido pela,  assim denominada, sociedade do espetáculo nos processos e linguagens in- fo-comunicacionais concernentes aos  mass  media contemporâneos. Num primeiro momento, aborda a noção  de ‘espetáculo’ associando-a ao movimento situacionista e contextualizando-a na atualidade. Em seguida, argumenta sobre os acionamentos ideológicos que envolvem as práticas concernentes ao horizonte dos meios  de comunicação de massa. E por fim, analisa os vetores ideológicos a partir dos quais  se pode  destacar a ação ‘espetacular’ no âmbito mass  media especificamente.

Referências


AGAMBEN, G. Glosas marginais aos Comentários sobre a sociedade do espetáculo. Trad. João Gabriel. In: RIZOMA.NET. Potlatch, 2002. Disponível em: . Acesso em: 27 jul. 2013.

AQUINO, J. E. F. “Anotações sobre A sociedade do espetá- culo: apresentação de uma edição pirata”. Belo Horizon- te: Coletivo Acrático Proposta, 2001 [www.rizoma.net/interna. php?id=133&secao=potlatch].

_________. Reificação e linguagem em Guy Debord. Fortaleza: EdUECE/ Unifor, 2006.

_________. “Espetáculo, Comunicação e Comunismo em Guy Debord”. Kriterion, Belo Horizonte, nº 115, Jun/2007, p. 167-182.

BACON, F. “Novum organum”. In: Bacon. São Paulo: Nova Cultural, 1982. Coleção Os Pensadores.

BENJAMIN, W. Paris, capital do século XIX. Walter Benjamin, v. 2, p. 30-43, 1985.

CHAUÍ, M. O que é ideologia? São Paulo: Ed. Brasiliense, 1980. Cole- ção Primeiros Passos.

CORREIA, J. C. “Os administradores de ilusões: espectáculo, subjectividade e ideologia na cultura mediática contemporânea”. Media & Jornalismo, v. 2, n. 2, 2003.

DEBORD, G. Rapport sur la construction des situations et sur les con- ditions de l’organisation et de l’action de la tendance situationniste internationale. Paris: Centro Georges-Pompidou, 1989. Catálogo de exposição sobre a Internacional Situacionista.

_________. Oeuvres cinématographiques complètes 1952-1978. Paris: Gallimard, 1994.

_________.A sociedade do espetáculo – Comentários sobre a sociedade do espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

_________. “Teses sobre a revolução cultural”. Apologia da Deriva, 2003.

_________. Correspondance. Paris: Fayard, 2004.

DUARTE, R. “Expressão como fundamentação”. Kriterion, Belo Hori- zonte, Departamento de Filosofia FAFICH/UFMG, n. 91, jan.-jul./1995.

EAGLETON, T. Ideologia. Uma Introdução. São Paulo: UNESP/Boi- tempo, 1997.

EL HAJJI, M; OLIVEIRA, I. “Sociedade do espetáculo, consumo e prá- tica museológica”. In: MAST Colloquia; 12. O Caráter Político dos Museus, Rio de Janeiro: MAST, 2010.

FOUCAULT, M. A arqueologia do saber. Rio de Janeiro: Forense, 2005. HAUG, W. F. Crítica estética da mercadoria. São Paulo: Ed. UNESP,

IVAIN, G. “Formulaire pour un urbanisme nouveau”. Internationale Situationniste, n° 1, p. 17-18, 1958.

JAPPE, A. A Arte de Desmascarar. “A Sociedade do Espetáculo: um dos principais libelos contra o capitalismo”. Folha de São Paulo, São Paulo, 17 ago. 1997. Editoria Mais, p. 5-8.

KONDER, L. A questão da ideologia. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

MÉSZÁROS, I. O Poder da Ideologia. São Paulo: Boitempo Editorial, 2004.

NEGRINI, M; AUGUSTI, A. R. O legado de Guy Debord: reflexões so- bre o espetáculo a partir de sua obra. Biblioteca on-line de ciências da comunicação. 2013.

PACINI, D. Política e direito (filosofia e ciência): analítica de uma nova filosofia da política e do direito na sociedade tecnológica e industrial do futuro. Rio de Janeiro: Borsoi, 1973.

VATTIMO, G. A sociedade transparente. Lisboa: Relógio d’Água, 1992. VIRNO, P; AGAMBEN, G. “Cultura e produzione sul palcoscenico”.

In: AGAMBEN, G. et al. I situazionisti. Roma: Manifestolibri, 1991.

ZIZEK, S. O mais sublime dos histéricos: Hegel com Lacan. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1991.

....................

http://dx.doi.org/10.20336/rbs.85

DOI: 10.20336/rbs.85


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN Impresso: 2317-8507

ISSN Eletrônico: 2318-0544

 

Indexado por:

Hispanic American Periodicals Index