Ação coletiva e polarização na sociedade em rede para uma teoria do conflito no brasil contemporâneo

Marco Aurélio Ruediger, Rafael Martins, Margareth da Luz, Amaro Grassi

Resumo


Este artigo  busca desenvolver a hipótese de que  o Brasil  estaria expe- rimentando uma  tendência à polarização política, apartando as novas formas de ação coletiva das estruturas do Estado, tendo a internet como fator central de articulação de novas  demandas sociais e de mobiliza- ção  social.  Na primeira parte, serão  utilizados os resultados da  pes- quisa  “Mobilidade Urbana e Cidadania”, realizada pela FGV/DAPP em março  de 2014,  sobre  mobilidade urbana, estopim das  manifestações do ano passado. Serão  testadas com base em regressões estatísticas as hipóteses construídas acerca  da centralidade da internet no processo de  mobilização social  verificado a partir do  ano  passado. Na segun- da  parte, será  analisada a pesquisa sobre  a reação  da  polícia àquele movimento, sobretudo na sua  forma  mais  radicalizada de protestos – os  black  blocs  –, revelando que  os  próprios policiais consideram-se despreparados para lidar  com as manifestações. Ao final, será sugerida uma  abordagem conjunta para  os resultados das duas  pesquisas, com elementos para  interpretar o atual  ciclo  político brasileiro a partir de uma  perspectiva do conflito entre  Estado  e sociedade civil,  para  além da perspectiva orientada ao consenso da redemocratização.

Referências


AVRITZER, L. e COSTA, S. (2004). “Teoria crítica, democracia e esfera pú- blica: Concepções e usos na América Latina”. Dados - Revista de Ciências Sociais, v. 47, n. 4, p. 703-729.

BENKLER, Y. (2006). The wealth of networks: How social production trans- forms markets and freedom. New Haven and London: Yale University Press.

CASTELLS, M. (2000). A Sociedade em Rede. São Paulo: Paz e Terra. DALTON, R. J. (2004). Democratic challenges, democratic choices. The erosion of political support in advanced industrial democracies. Oxford: Oxford University Press.

DAVIES, James C. (1962). “Toward a theory of revolution”. American Sociological Review, v. 27, n. 1, pp. 5-19.

DOMINGUES, J. M. (2013). O Brasil entre o presente e o futuro: Conjuntura interna e inserção internacional. Rio de Janeiro: Mauad X.

HABERMAS, J. (1984). A Mudança estrutural da esfera pública. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro.

HUNTINGTON, S. P. (1968). Political order in changing societies. New Haven and London: Yale University Press.

CORPORACIÓN LATINOBARÓMETRO. (2013) Informe Latinobarome- tro, 2013. Disponível em http://www.latinobarometro.org/latContents.jsp. Acesso em 20 de Agosto de 2014.

McCARTHY, John and ZALD, Mayer. (1977). “Resource mobilization and social movements”. American Journal of Sociology, n. 82, p. 1212-1241.

MOSELEY, M. and LAYTON, M. (2013). “Prosperity and protest in Brazil: The wave of the future for Latin America?”. Americas Barometer Insights, n. 93.

NOBRE, Marcos. (2013) O Imobilismo em movimento: Da redemocratização ao governo Dilma. São Paulo: Companhia das Letras.

NORRIS, P. (2011). Democratic deficit: Critical citizens revisited. New York: Cambridge University Press.

ORTELLADO, P. et.alli. (2013). Vinte centavos: A luta contra o aumento. São Paulo: Veneta.

PERLATTO, F. (2012). “Habermas, a esfera pública e o Brasil”. Revista Estudos Políticos, n.4. pp.78-94.

RUEDIGER, M. A. et alli. (2014) Urban mobility and citizenship: Perceptions of the public transportation user in Brazil. (Preliminary Report). FGV/DAPP.

RUEDIGER, T. and TERRA, C. (2013). “Brésil: retour vers le futur?”. Politique Étrangère, hiver 2013-2014, pp. 87-102.

Werneck Vianna, L. (1997). A revolução passiva: iberismo e americanismo no Brasil. Rio de Janeiro: Revan.

TARROW, Sidney. (1998). Power in movement. Social movements and con- tentious politics. Cambridge: Cambridge University Press, 2ª edição.

TARROW, Sidney; TILLY, Charles and McADAM, Doug. (2001). Dynamics of contention. Cambridge: Cambridge University Press.

TILLY, Charles. (1978). From mobilization to revolution. New York: McGraw- Hill.

..................

http://dx.doi.org/10.20336/rbs.83

DOI: 10.20336/rbs.83


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN Impresso: 2317-8507

ISSN Eletrônico: 2318-0544

 

Indexado por:

Hispanic American Periodicals Index