A “escuta” da comunidade: Uma abordagem cognitiva de uma política pública de inclusão digital

Pedro Heitor Barros Geraldo, Roberta Hanthequeste B. dos Santos

Resumo


Este  artigo  analisa a escuta da  comunidade como  uma  forma  de  exercício do poder entre  gestores e os moradores no  processo de  implementação da Plataforma Urbana Digital da Educação (PUDE) em Niterói. A partir de uma abordagem cognitiva, descrevemos os conflitos para  identificar os quadros de interpretação dos diferentes atores. A escuta é uma  forma  de legitimação da política pelos  gestores, mas também surge como uma  oportunidade para a formulação de outras demandas pelos  moradores que  se integram à política segundo a agenda dos gestores. O referencial de inclusão digital não orienta os  moradores para  a produção das  demandas, nem  para  identificar como elas  podem ser tratadas. A forma  de exercício do poder entre  os diferentes atores  demonstra que  a escuta não  deixa  de  ser  uma  forma  de  organizar a relação de poder entre  gestores e a comunidade. A escuta produz uma  dupla função de selecionar a relevância das  demandas pelo  quadro de interpreta- ção  dos  gestores,  por  um  lado,  e, por  outro  lado,  identificar as concessões segundo uma agenda que escapa aos moradores.

Referências


LIMA, Antônio Carlos de Souza; CASTRO, João Paulo Macedo e. (2016), No- tas para uma Abordagem Antropológica da(s) Política(s) Pública(s). Revista ANTHROPOLÓGICAS, v. 26, n. 2, pp. 17-54.

MULLER, Pierre. (2000), L’analyse cognitive des politiques publiques: vers une sociologie politique de l’action publique. Revue Française de Science Politique, v. 50, n. 2, p. 189–208.

PREFEITURA DE NITERÓI. (2015), Prefeitura lança o programa “Niterói Digital”. Prefeitura de Niterói Feita por você, 2015. Online. Disponível em: . Acesso em: 27 mar. 2015

SCHUTZ, Alfred. (1962), Collected Papers: The Problem of Social Reality. v. I. The Hague: Martinius Nijhoff.

VELHO, Gilberto. (1978), Observando o Familiar. In: NUNES, Edson de Oli- veira. A Aventura Sociológica. Rio de Janeiro: Zahar. pp. 36-46.

http://dx.doi.org/10.20336/rbs.212

DOI: 10.20336/rbs.212


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN Impresso: 2317-8507

ISSN Eletrônico: 2318-0544

 

Indexado por:

Hispanic American Periodicals Index