Mulheres em cena: disputas em torno da inclusão de grupos marginalizados na 5ª Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres de São Paulo / Women on the scene: Disputes over inclusion of marginalized groups in the 5th Municipal Conference of Policie

Ana Paula Rodrigues Diniz, Mariana Mazzini Marcondes, Beatriz Rodrigues Sanchez

Resumo


Nas duas primeiras décadas do Século XXI, as conferências projetaram-se como importante instância de estruturação de políticas para as mulheres no Brasil. Nesse contexto, por meio de um estudo de caso qualitativo, analisamos os discursos e argumentações da 5ª Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres da Cidade de São Paulo, com o objetivo de debater em que medida instituições participativas contribuem para a inclusão de grupos marginalizados. Por meio dessa análise, depreendemos a articulação de diferentes discursos, personagens discursivas, cenografias, modos de enunciação e meios de persuasão, a fim de obter a adesão às diferentes teses defendidas. Concluímos que esses espaços participativos, que foram planejados a partir de uma concepção de democracia mais inclusiva, podem reproduzir formas de desigualdade e exclusões.

Abstract

In Brazil, over the first two decades of the 21st century, participatory conferences became an important instance of structuring policies for women. In this context, through a qualitative case study, we analyze the speeches and arguments of the 5th Municipal Conference of Policies for Women of the City of São Paulo, with the purpose to investigate in which measures participatory institutions contribute to the inclusion of marginalized groups. Through this analysis, we enlighten the articulation of different discourses, aiming to obtain adhesion to the different theses defended. Also, we identified discursive characters, scenographies, and modes of enunciation. We conclude that these participatory institutions may reproduce forms of inequality and exclusions, even though they are meant to adopt a more inclusive conception of democracy.

 


Texto completo:

PDF

Referências


Abers, Rebecca, Serafim, Lizandra, & Tatagiba, Luciana. (2014). Repertórios de interação estado-sociedade em um estado heterogêneo: a experiência na Era Lula. Dados, 57(2), 325–357. https://doi.org/10.1590/0011-5258201411

Aguião, Silvia. (2016) “Não somos um simples conjunto de letrinhas”: disputas internas e (re)arranjos da política LGBT. Cadernos Pagu, (46), 279–310. https://doi.org/10.1590/18094449201600460279

Aguião, Silvia. (2017). Quais políticas, quais sujeitos? Sentidos da promoção da igualdade de gênero e raça no Brasil (2003-2015). Cadernos Pagu, (51), e175107. http://dx.doi.org/10.1590/18094449201700510007

Alvarez, Sonia E. et al. (2003). Encontrando os feminismos latinoamericanos e caribenhos. Revista Estudos Feministas, 11(2), 541–575. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2003000200013

Avritzer, Leonardo. (2013). Conferências Nacionais: ampliando e redefinindo os padrões de participação social no Brasil. In Leonardo Avritzer, & Clóvis H. L. de Souza (Orgs.), Conferências Nacionais: atores, dinâmicas participativas e efetividade (pp. 125–140). Brasília: IPEA.

Brasil – Secretaria de Políticas para as Mulheres [SPM]. (2015). Quarta Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres: Regulamento Interno e caderno de propostas. Brasília: SPM.

Butler, Judith. (2010). Problemas de gênero: femi¬nismo e subversão da identidade (3. ed.). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

Charaudeau, Patrick, & Maingueneau, Dominique. (2016). Dicionário de Análise do Discurso. São Paulo: Contexto.

Crenshaw, Kimberlé. (2002). Documento para o Encontro de Especialistas em Aspectos da Discriminação Racial Relativos ao Gênero. Revista Estudos Feministas, 10(1), 171–187. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2002000100011

Fairclough, Norman L. (1985). Critical and descriptive goals in discourse analysis. Journal of Pragmatics, 9(6), 739–763. https://doi.org/10.1016/0378-2166(85)90002-5

Fiorin, José L. (1999). Polifonia textual e discursiva. In Diana L. P. Barros, & José L. Fiorin (Orgs.), Dialogismo, polifonia, interxtextualidade (pp. 29–36). São Paulo: EDUSP.

Gibbs, Graham. (2009). Análise de dados qualitativos. Porto Alegre: Bookman.

hooks, bell. (2000). Feminism is for everybody. Cambridge: South End Press.

hooks, bell. (2019). Olhares negros: raça e representação. São Paulo: Elefante.

Lorde, Audre. (1984). Age, race, class and sex: women redefining difference. In Audre Lorde, Sister outsider: essays and speeches (pp. 114–123). Freedom: Crossing Press.

Maingueneau, Dominique. (2001). Análise de textos de comunicação. São Paulo: Cortez.

Maingueneau, Dominique. (2012). Cenas de enunciação (2. ed.). São Paulo: Parábola.

Maingueneau, Dominique. (2013). Argumentação e cenografia. In Anna F. Brunelli, Fernanda Mussalim, & Maria da C. Fonseca-Silva (Orgs.), Língua, texto, sujeito e (inter)discurso (pp. 187–204). São Carlos: Pedro & João Editores.

Maingueneau, Dominique. (2015). Gênese do discurso. São Paulo: Parábola Editorial.

Marcondes, Mariana M., & Diniz, Ana P. R. (2018). Entre negociação e conflito: uma análise da 5ª Conferência de Políticas para as Mulheres de São Paulo. Cadernos Gestão Pública e Cidadania. São Paulo, 23(74), 140–157. http://dx.doi.org/10.12660/cgpc.v23n74.73188

Matos, Marlise, & Alvarez, Sonia E. (2018). Apresentação. In Marlise Matos, & Alvarez, Sonia E. (Orgs.), Quem são as mulheres das políticas para mulheres no Brasil? (Vol. 1, pp. 11–24). Porto Alegre: Zouk.

Mendes, Silma R. C. (2008). Cenografia e ethos: os discursos de uma instituição de ensino superior. (Tese de doutorado). Disponível em https://tede2.pucsp.br/handle/handle/14041

Phillips, Anne. (1995). The politics of presence. Oxford: Clarendon.

Preciado, Paul B. (2002). Manifiesto contra-sexual: prácticas subversivas de identidad sexual. Madri: Opera Prima.

Rich, Adrienne. (2102). Heterossexualidade compulsória e existência lésbica. Bagoas – Estudos gays: gêneros e sexualidades, 4(5), 17–44. Disponível em https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/2309

São Paulo – Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres [SMPM-SP]. (2015a, 19 set.). Leitura e Aprovação do Regulamento Interno da 5ª CMPM [Arquivo de vídeo]. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=s9R93TcQWnM.

São Paulo – Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres [SMPM-SP]. (2015b, set.). Regulamento Interno. In Prefeitura de São Paulo, 5ª Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres da cidade de São Paulo.

Souza, Clóvis H. L., Cruxên, Isadora A., Lima, Paula P. F., Alencar, Joana L. O., & Ribeiro, Uriella C. (2013). Conferências típicas e atípicas: um esforço de caracterização do fenômeno político. In Leonardo Avritzer, & Clóvis H. L. de Souza (Orgs.), Conferências Nacionais: atores, dinâmicas participativas e efetividade (pp.25–52). Brasília: IPEA.

Wittig, Monique. (2013). The straight mind and other essays. Boston: Beacon Press.




DOI: http://dx.doi.org/10.20336/rbs.695

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Ana Paula Rodrigues Diniz, Mariana Mazzini Marcondes, Beatriz Rodrigues Sanchez

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN Impresso: 2317-8507

ISSN Eletrônico: 2318-0544


Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons 4.

Indexado por:

 Hispanic American Periodicals Index

INDEX h5 

h5-index 8  /  h5-median 13