O “corpo-migrante” e Bourdieu: corpo e incorporação no contexto migratório / Bourdieu and the ‘migrant-body’: embodiment in the migratory context

Marcelo Alario Ennes

Resumo


O presente artigo tem como objetivo central a análise de algumas obras de Pierre Bourdieu tendo em vista sua contribuição para o desenvolvimento de uma agenda de pesquisa em torno da ideia do “corpo-migrante”. Esta agenda visa compreender como o corpo é socialmente produzido no contexto migratório e como isto resulta nas relações sociais e de poder das quais o imigrante é parte. O artigo foi elaborado com base em (re)leituras de obras de Bourdieu com foco na ideia de incorporação e corpo e a partir de um levantamento bibliográfico por meio do qual foram identificados alguns artigos que já fazem o diálogo entre conceitos bourdieusianos e a questão migratória, e outros que tratam do corpo no contexto migratório mas sem problematizá-lo teoricamente. Como resultado, sugiro que Bourdieu nos oferece elementos suficientes para apreender e compreender o “corpo-migrante” como resultado de relações de força e poder que geram a inserção, o posicionamento e o reposicionamento de imigrantes em campos específicos em que atuam.

 

This article sets out to analyse a number of works by Pierre Bourdieu, focusing specifically on his contribution to the development of a research agenda surrounding the ‘migrant-body.’ This agenda aims to understand how the body is socially constructed in the context of migration, and how this results in the social and power relations in which the migrant becomes embedded. The article is based on (re)reading Bourdieu’s books with a focus on his ideas of embodiment and the body. Additionally, a review of the literature enabled two groups of articles to be identified, the first comprising texts that already develop a dialogue between Bourdieu’s concepts and the topic of immigration, while the second group studies the body in the migration context without problematizing the issue theoretically. In the conclusion, I suggest that Bourdieu offers us enough elements to understand the ‘migrant-body’ as an outcome of power and social relations that generate the insertion, positioning and re-positioning of migrants within the specific fields in which they act.


Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Ubiratan Silva. Imigrantes bolivianos em São Paulo: a Praça Kantuta e o Futebol. In: BAENINGER, Rosana. Imigração Boliviana no Brasil. Campinas: Núcleo de Estudos de População-Nepo/Unicamp; Fapesp; CNPq; Unfpa, 2012.

BAUDRILLARD, Jean. A sociedade de consumo. Lisbon: Edições 70, n/d.

BOURDIEU, Pierre. Esquisse d’une théorie de la pratique, précédé deTrois études d’ethnologie kabyle. Genève: Droz, 1972.

BOURDIEU, Pierre. A distinção: Crítica social do julgamento. Porto Alegre: Zouk, 2008.

BOURDIEU, Pierre. Da regra às estratégias, In: _____. Coisas ditas. São Paulo: Editora Brasiliense, 1990.

BOURDIEU, Pierre. Other Words. Essays Towards a Reflexive Sociology. Translated by Matthew Adamson. Stanford CA: Stanford University Press, 1990.

BOURDIEU, Pierre. Estrutura, habitus e prática. In: _____. A economia das trocas simbólicas. 3. ed. São Paulo: Perspectiva, 1992. pp. 237-261.

BOURDIEU, Pierre. Introdução a uma sociologia reflexiva. In: _____. Poder Simbólico. Lisboa: Difel, 1989.

BOURDIEU, Pierre. La logique des champs, In: _____. Réponse: pour une anthropologie reflexive, Paris: Ed. Seuil, 1992a.

BOURDIEU, Pierre. The logic of fields. InAn Introduction to Reflexive Anthropology.Pierre Bourdieu and Loïc Wacquant.Cambridge: Polity Press, 1992.

BOURDIEU, Pierre. Notas provisórias sobre a percepção social sobre o corpo. Pro-posições. v.25, n.1 (73), Jan/Apr 2014. pp. 247-258.

BOURDIEU, Pierre. O conhecimento pelo corpo. In: _____. Meditações Pascalianas. 2. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007. pp. 157-198.

BOURDIEU, Pierre. Pascalian Meditations. Translated by Richard Nice. Stanford CA: Stanford University Press, 2000.

BOURDIEU, Pierre. O senso prático. Petrópolis: Vozes, 2009.

BOURDIEU, Pierre. Razões práticas. Sobre a teoria da ação. 10. ed. Campina/SP: Papirus, 1996.

BOURDIEU, Pierre. The body as geometer: cosmogonic practice. In: _____. Outline of a theory of practice. New York: Cambridge University, 1977.

BOURDIEU, Pierre. The forms of capital. In: Richardson, J. Handbook of Theory and Research for the Sociology of Education. Westport, CT: Greenwood, 1986. pp. 241-258.

BOURDIEU, Pierre. The practice of reflexive sociology (the Paris workshop). In: An Invitation to Reflexive Sociology. Bourdieu and Wacquant. Cambridge: Polity Press, 1992.

BRITO, Angela Xavier de. Habitus de migrante. Um conceito que visa captar o cotidiano dos atores em mobilidade espacial. Revista Sociedade e Estado v.25, n.3, 2010. pp. 431-464.

BUTLER, Judith. Corpos que pesam: sobre os limites discursivos do “sexo”. In: LOURO, Guacira L. (ed.). O corpo educado: Pedagogias da sexualidade. Translation Tomáz Tadeu. 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2000, pp. 151-172.

BUTLER, Judith. Como os corpos se tornam matéria: entrevista com Judith Butler. Florianópolis: Rev. Estud. Fem. v.10, n.1, 2002a.

CHALLINOR, Elizabeth P. The state of the immigrant body and the body of the state: negotiations ant the interface. Saúde e Sociedade. v.23, n.1, 2014. pp. 35-47.

CHAVES, Thiago Miguel. Empreendedorismo no setor da beleza: brasileiras na Quinta do Conde. In: PADILHA, Beatriz et al. Novas e velhas configurações da imigração brasileira na Europa. Ata do 2º Seminário de Estudos sobre imigração brasileira na Europa. Lisbon: ISCTE, 2012.

CSORDAS, Thomas J. Embodiment as a paradigm for Anthropology. Ethos v.18. n.1. Mar1990. p. 5-47.

ELIAS, Norbert. O processo civilizador: uma história de costumes. v.1. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1994.

ELIAS, Norbert. Os estabelecidos e os outsiders. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2000.

ENNES, M.A., RAMOS, N. Cirurgias estéticas étnicas e migração em Portugal e Espanha. Revista Mediações. v.22. n.1, Jun 2017.

ENNES, M.A., RAMOS, N. Immigrants and Body Modifications in the Consumer Consumer Society. Management science and engineering. v.13, n.3, 2018.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. 13 ed. Rio de Janeiro: Graal, 1998.

FOUCAULT, Michel. Vigias e punir: história da violência nas prisões. 23 ed. Petrópolis: Vozes, 2000.

GOFFMAN, Erving. Estigma: Notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. 4 ed. Rio de Janeiro: LTC, 2008.

GOFFMAN, Erving. Ritual de interação: ensaios sobre comportamento face a face. 1 ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

HEROLD JR., Carlos. Corpo, cultura e educação na virada do século XIX ao XX: o Turnen em questão. Educação em Revista v.30, n.1. 2014.

LE BRETON, David. A sociologia do corpo. 3 ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

LE BRETON, David. Rostos: ensaio fotográfico. Petrópolis: Vozes, 2019.

MACHADO, Igor José Renó. Afetividade e poder. Cadernos Pagu n. 23, Jul/Dez, 2004. pp.257-278.

MAUSS, Marecel. Techniques of the Body. Economy and Society, v. 2, n. 1, pp. 70-88.

MAUSS, Marcel. Sociologia e antropologia. 1 ed. São Paulo: Cosak Naify, 2003.

MERLEAU-PONTY, M. O visível e o invisível. 1 ed. São Paulo: Perspectiva, 1971.

NIECHAJEV, Igor; HARALDSSON, Per-Olle. Ethnic Profile of Patients Undergoing Aesthetic Rhinoplasty in Stockholm. Aesthetic Plastic Surgery. New York, 2, pp. 139- 145. 1997.

OLIVEIRA, Márcio de, KULAITIS, Fernando. Habitus Imigrante e Capital de Mobilidade: a Teoria de Pierre Bourdieu Aplicada aos Estudos Migratórios. MEDIAÇÕES, V. 22 N. 1, P. 15-47, Jan/Jun 2017.

PUSSETI, Chiara. Corpos indóceis: sexualidade, planeamento familiar e etnopolíticas da cidadania em imigrantes africanos. In: BAHIA, Joana, SANTOS, Miriam. Corpos em trânsito. 1. ed. Porto Alegre: Letra &Vida, 2015. pp. 105-127.

PUSSETI, Chiara. Nenhuma ferida fala por si mesma. Sofrimento estratégias de cura de imigrantes por de práticas de ethonography-based art. Interface – Comunicação, saúde e educação v.20, n.58. 2016.

REIS, Lyria, RAMOS, Natália. Imigrantes brasileiros em Lisboa e utilização de serviços de saúde. In: PADILHA, Beatriz et al. Novas e velhas configurações da imigração brasileira na Europa. Ata do 2º Seminário de Estudos sobre imigração brasileira na Europa. Lisbon: ISCTE, 2012.

ROSELLO, Meireille, WOLFE, Stephen F. Introduction. In: WOLFE, Stephen F. Border aesthetics: concepts and intersections. New York/Oxford: Berghanh, 2017.

SCOTT, J. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade, v.20, n.2, pp. 71-99, 1995.

SENNET, R.Flesh and Stone: The Body and the City in Western Civilization. New York: WW Norton and Co., 1996.

SOVIK, Liv. A ginga brasileira e o marketing global. Comunicação, mídia e consumo. v.6, n.17. pp. 127-142. 2009.

TOGNI, Paula Christofolleti. ‘Melhorar de vida’ ou ‘Aproveitar a vida’? Jovens brasileiros migrantes numa periferia de Lisboa (Portugal). In: PADILHA, Beatriz et al. Novas e velhas configurações da imigração brasileira na Europa. Ata do 2º Seminário de Estudos sobre imigração brasileira na Europa. Lisbon: ISCTE, 2012.

UNESCO. Raça e Ciência. Vols. 1 e 2 São Paulo: Perspectiva, 1972.

TURNER, B. Body and Society. London: Sage Publications, 1984.

VACCHIANNO, Francesco. Os confins no corpo: experiência, subjetividade e incorporação nos itinerários dos jovens migrantes marroquinos na Europa. In: BAHIA, Joana, SANTOS, Miriam. Corpos em trânsito. 1 ed. Porto Alegre: Letra &Vida, 2015. pp. 128-156.

VIDAL, Dominique. Convivência, alteridade e identificações. Brasileiros e bolivianos nos bairros centrais de São Paulo. In. BAENINGER, Rosana. Imigração Boliviana no Brasil. Campinas: Núcleo de Estudos de População-Nepo/Unicamp; Fapesp; CNPq; Unfpa, 2012.

WACQUANT, Loïc. Corpo e alma. 1 ed. Rio de Janeiro, Relume-Dumará, 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.20336/rbs.609

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Brasileira de Sociologia - RBS

ISSN Impresso: 2317-8507

ISSN Eletrônico: 2318-0544


Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 

Indexado por:

 Hispanic American Periodicals Index

INDEX h5 

h5-index 8  /  h5-median 10