A pós-graduação em Sociologia e a experiência de avaliação da CAPES

Sérgio Adorno, José Ricardo Ramalho

Resumo


Este artigo relata a experiência de avaliação dos programas e cursos de pós-graduação, acadêmicos e profissionais, no período de 2004 a 2009. Tem por foco as principais inovações que foram introduzidas nesse período, no tocante ao conceito de avaliação aplicado a essas modalidades de formação de recursos humanos, aos critérios e mecanismos que foram se firmando, às metodologias geral e específicas empregadas, às métricas adotadas e, em especial, à construção de dois instrumentos fundamentais: o Qualis Periódicos e o Qualis Livros. Com base nos documentos de área e nos relatórios de avaliação, buscou-se desenhar o perfil da área de sociologia, que compreende também os programas de ciências sociais. O artigo não persegue um objetivo crítico tanto à ideia de avaliação quanto aos seus procedimentos, pois focaliza o encadeamento de ações que resultam no processo avaliatório. Não obstante, o artigo não se furta de tecer considerações sobre problemas e questões que desafiam a área e mesmo a filosofia da avaliação.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20336/rbs.257

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Brasileira de Sociologia - RBS

ISSN Impresso: 2317-8507

ISSN Eletrônico: 2318-0544


Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 

Indexado por:

 Hispanic American Periodicals Index

INDEX h5 

h5-index 8  /  h5-median 10