A sociologia clínica no Brasil

Christiane Girard Ferreira Nunes, Pedro Henrique Isaac Silva

Resumo


Este  artigo  se propõe a refletir a respeito da  sociologia clínica no  Brasil,  trazendo inicialmente uma  análise da história de sua construção no âmbito internacional, evi- denciando o seu desenvolvimento no contexto da sociologia francesa, onde a sociolo- gia clínica encontrou maior  ressonância e construiu um campo mais estruturado. No âmbito de suas  contribuições teóricas e metodológicas para  a sociologia em geral,  a sociologia clínica se propõe a realizar três reflexões primordiais: a análise das articu- lações  entre  os determinismos sociais  e os determinismos psíquicos; a questão do su- jeito nas ciências humanas e sociais;  a abordagem clínica como  condição necessária ao desenvolvimento de uma  sociologia crítica. Partindo das principais questões que norteiam o campo, como a noção  da intervenção, e de como ele se construiu interna- cionalmente, analisamos o modo  como a sociologia clínica se desenvolveu no Brasil, bem como  os limites e desafios para  o seu desenvolvimento; questões essas  que não limitam nem  desafiam apenas a abordagem sociológica clínica, mas  que  perpassam as ciências sociais  de maneira mais ampla.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20336/rbs.239

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Impresso: 2317-8507

ISSN Eletrônico: 2318-0544


Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 

Indexado por:

 Hispanic American Periodicals Index

INDEX h5 

h5-index 7  /  h5-median 13