Violência, corpo e sexualidade: um balanço da produção acadêmica no campo de estudos feministas, gênero e raça/cor/etnia

Lourdes Maria Bandeira, Marcela Amaral

Resumo


O paper faz  um  balanço sociológico da  produção dos  estudos da  violência contra a mulher e de  gênero,  a partir do  século XXI, articulando-os com  a categoria de  corpo  e sexualidades e de  marcadores sociais, como:  cultura, raça,  etnia, classe,  orientação sexual e geração, que  estruturam as dinâmicas e as relações sociais. Entende-se que  a lógica  de funcionamento da violência de gênero  e de sua culpabilização guarda uma  íntima relação com os direitos das  mulheres sobre  os corpos, representações e sexualidades.  Privilegia-se o olhar  da  crítica feminista destacando a perspectiva teórico-epistemológica-política e as articulações do fenômeno com  a pesquisa empírica na reflexão sociológica. O texto  desenvolve: i) a consolidação dos  conceitos: violência de gênero,  corpo  e sexualidades; ii) os avanços teóricos, metodológicos e as contribuições trazidas à área da sociologia brasileira; iii) as políticas públicas e seus  desdobramentos sobre  a violência obstétrica, geracional e racial/étnica nas relações de trabalho, a violência homofóbica; e, iv) os desafios que ainda se apresentam.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20336/rbs.221

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Brasileira de Sociologia - RBS

ISSN Impresso: 2317-8507

ISSN Eletrônico: 2318-0544


Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons 4.

Indexado por:

 Hispanic American Periodicals Index

INDEX h5 

h5-index 8  /  h5-median 13