O trabalho intelectual sob a óptica do artesanato e a cidade como campo de pesquisa

Irlys Barreira

Resumo


A ideia de tomar a cidade e suas potencialidades de registro em forma de arquivo, tendo como referência o conceito de artesanato intelectual de Wright Mills, fundamenta o objetivo deste artigo. A articulação entre artesanato e espaço urbano supõe pensar a cidade como um imenso potencial de criação de arquivos nos quais se propagam experiências cotidianas associadas a processos micro ou macrossociais. O texto apresenta reflexões sobre o sentido de artesanato intelectual de Wright Mills, cotejando suas ideias com a experiência pessoal de pesquisa da autora, realizada no contexto urbano. O princípio do artesanato intelectual permite também refletir sobre as condições atuais do trabalho acadêmico do sociólogo.


Texto completo:

PDF

Referências


ALENCAR CHAVES, Christine (2000) A Marcha Nacional dos Sem-terra: um estudo sobre a fabricação do social. Rio de Janeiro: Relume-Dumará / NuAP, Coleção Antropologia da Política.




DOI: http://dx.doi.org/10.20336/rbs.32

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Brasileira de Sociologia - RBS

ISSN Impresso: 2317-8507

ISSN Eletrônico: 2318-0544


Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons 4.

Indexado por:

 Hispanic American Periodicals Index

INDEX h5 

h5-index 8  /  h5-median 13