Um caminho metodológico para identificar redes de ensino mais justas na educação básica

Vanda Mendes Ribeiro

Resumo


Este artigo propõe um caminho metodológico para identificar redes  de ensino mais justas  na educação básica, nas quais  o maior  número possível de alunos domina o conhecimento que  se define como  necessário, sobretudo aqueles alunos cuja  origem  lhes  impõe  situações de  desigualdade social.  Elaborou-se um  índice de nível  socioeconômico (NSE) para  cada  aluno; e realizou-se análise de agrupamentos com  base  na média da proficiência de Matemática, na média do NSE dos alunos e no coeficiente de variação da proficiência de Matemática. Foram  identificadas 19 redes  municipais de ensino mais  justas no estado de São Paulo.  Procedimentos de controle mostraram que o caminho metodológico proposto é adequado para indicar redes  de ensino que têm con- seguido gerar aprendizagens de forma  mais equitativa.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20336/rbs.169

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Brasileira de Sociologia - RBS

ISSN Impresso: 2317-8507

ISSN Eletrônico: 2318-0544


Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons 4.

Indexado por:

 Hispanic American Periodicals Index

INDEX h5 

h5-index 8  /  h5-median 13