A ética em pesquisa e a estética do conhecimento

Túlio Batista Franco

Resumo


Os Comitês de Ética em Pesquisa, originalmente concebidos para aná- lise  dos  riscos  a que  se  submetem aqueles que  participam da  pes- quisa, a partir de resoluções do Conselho Nacional de Saúde, come- çaram  a proceder à análise também das  metodologias da  pesquisa um  exame  dos  projetos de  pesquisa reunidos na  Plataforma Brasil, sob  o acompanhamento da  Comissão Nacional de  Ética  em  Pesqui- sa, evidencia um  padrão de  conduta na  pesquisa regido  pelo  méto- do  científico convencional, de  recorte positivista. O presente texto busca levantar os problemas enfrentados por  investigações na  área de ciências sociais  e humanas que não se pautam em condutas e pro- tocolos  particularmente válidos para  as ciências biomédicas. Sobre- tudo  naqueles campos do saber  opera  também a “ciência intuitiva” (scientia intuitiva) proposta por  Spinoza, como  um  reconhecimento de  que  pesquisar é um  ato  de  produção do  mundo e de  si, um  ato criativo. Por  estes  motivos, caberia aos  Comitês de  Ética  regular os projetos com relação exclusivamente aos possíveis e tangíveis riscos, reservando, às questões de método graus  máximos de liberdade, de tal modo  a refletir a própria diversidade do conhecimento.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20336/rbs.100

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Brasileira de Sociologia - RBS

ISSN Impresso: 2317-8507

ISSN Eletrônico: 2318-0544


Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons 4.

Indexado por:

 Hispanic American Periodicals Index

INDEX h5 

h5-index 8  /  h5-median 13